Espírito Santo registra mais de 12 mil casos de Chikungunya



   Em meio a pandemia enfrentada no Espírito Santo devido ao novo Coronavírus (Covid-19), a população capixaba também precisa estar atenta aos casos da chikungunya. Em 2020 foram registrados 12.121 casos da doença. No mesmo período do ano passado, foram registrados 762 casos confirmados. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado pela Secretária da Saúde (Sesa), em 04 de junho de 2020.

   O chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Júnior, explica os motivos que levaram ao de casos. “No começo do ano tivemos o período sazonal, devido à questão da suscetibilidade da população em relação ao vírus da Chikungunya. Além disso, o mosquito possuí o clima favorável para a proliferação, o que ocasiona no aumento de casos”, explicou Roberto Laperrieri.

   Para evitar a propagação do inseto é necessário que toda população esteja empenhada em eliminar os focos do mosquito. De acordo com o Ministério da Saúde, 80% dos criadouros estão nas residências. Segundo Laperriere, a limpeza dos quintais e objetos que acumulam água deve ser feita semanalmente.

   “É importante fazer a limpeza minimamente semanal, pois temos que considerar o ciclo biológico do mosquito que ocorre entre três a oito dias. Eliminando o foco nesse período, conseguimos inibir a proliferação”, ressaltou.



Acompanhe os boletins da SESA:


Fonte: https://bit.ly/2ML2Ibj
Tecnologia do Blogger.